quarta-feira, 8 de abril de 2009

The Umbrella Academy: O filme


Muita gente tirou onda da minha cara quando falei que ia para o show do My Chemical Romance. Na verdade, foi meu segundo show dos caras. Apesar do preconceito, não é preciso muito para sacar que Gerard Way, letrista e vocalista do grupo, é talentoso como poucos artistas jovens hoje em dia. Se o som não convencer, tente ler The Umbrella Academy, gibi que Way faz com o brasileiro Gabriel Bá – que sairá no Brasil pela Devir Livraria. Se não convencer, espere o filme.

Sim, The Umbrella Academy será adaptado para Hollywood.

Nenhuma surpresa até aí. Até até Mulher-Gato virou longa-metragem, imagine uma revista dark violenta, bem desenhada e muito bem escrita? Quem está adaptando o texto é o roteirista Mark Bomback (A Montanha Encantada, Duro de Matar 4.0), supervisionado de perto por Gerard Way, fanático por HQs e que também pode ser encontrado na trilha de Watchmen com o My Chemical Romance. Quem diria, emo pode ser legal... gasp.

3 comentários:

Lee disse...

My Chemical Romance não é emo, porra, caralho! É punk com post heardcore! ¬¬'

Salem disse...

Heardcore?

rs

kira disse...

sempre gostei do my chemical, e sei que o gerard odeia os rótulos tanto quanto eu. não vejo por que ter preconceito. a mariah carey era prostituta, e nem por isso deixaram de colocar música dela na novela. e mesmo que my chemical fosse emo, e daí? são caras muito talentosos, e o estilo que eles têm ou deixam de ter não vai diminuir isso.
e tenho dito.