sábado, 30 de maio de 2009

20 Anos da Morte de Graham Chapman



20 anos da morte de um gênio da comédia. Em 4 de outubro de 1989, Graham Chapman, membro da trupe subversiva Monty Python, faleceu depois de combater um raro câncer na medula espinhal por um ano. Dois meses depois, seus companheiros de programa e filmes se reuniram para um memorial que deixaria Chapman orgulhoso. Nada de lágrimas e discursos tristes. John Cleese inicia a homenagem quase emocional (ele estava ao lado do amigo em suas últimas horas), mas parte para chutar o pau da barraca. "Ele não me perdoaria se não falasse essas coisas", diz sem precisar explicar muito para um platéia de famosos, inclusive Terry Gilliam, também parte do grupo.

No final, Eric Idle assume a liderança do coral para a música "Always Look On The Bright Side Of Life", cantada no final da obra-prima A Vida de Brian e adaptada para a ocasião. Simplesmente perfeito. A dor existe, mas por breves minutos, Chapman volta à vida no meio de risadas e transgressões, suas grandes paixões.

Se você não faz ideia sobre o que estou falando, baixe, compre ou alugue 3 filmes obrigátorios para uma iniciação em Monty Python: Monty Python Em Busca do Cálice Sagrado, A Vida de Brian e O Sentido da Vida.

Um comentário:

neptuneblues disse...

Graham Chapman faz falta mesmo. Mas é legal a atitude de seus companheiros, mostrando que derramar rios de dor não vai adiantar nada: temos é que celebrar tudo de bom que foi feito em seu tempo!