segunda-feira, 8 de setembro de 2008

The Rock que nada... (updated)

Perdendo muito da força com a ascensão do Festival de Toronto, Veneza 2008 ressuscita um dos maiores astros dos anos 80, capa de estréia da SET, o inigualável Mickey Rourke. Longe da pinta de galã que exibia na época de Coração Satânico, Nove Semanas e Meia de Amor e Orquídea Selvagem, Rourke agora parece em paz com seu visual grotesco. Mandou ver como o feioso Marv em Sin City e agora parte para ser um dos indicados ao Oscar de melhor ator por The Wrestler. O drama de Darren Aronofsky (dos maravilhosos Pi, Réquiem Para Um Sonho, e do fraco A Fonte da Vida) sobre um "artista" de luta livre decadente conquistou o festival italiano, levando o Leão de Ouro. Wim Wenders, presidente do júri, ainda revelou que deveria entregar mais prêmios à produção – que, por sinal, não tinha distribuidora, mas deve ganhar o abraço da Weistein Company.

Quero ver isso. Logo.

UPDATE: A poderosa Fox Searchlight passou a mão nos direitos de distribuição de The Wrestler. Mais fácil de chegar ao Brasil...

Um comentário:

Queequeg disse...

E em Natal, chega quando? rs
Falar nisso, começam a sair na imprensa por aqui notinhas sobre o grandioso Festival de Cinema, tão relevante pra cultura local... (e nacional?) ha!